Conceitos, modelos e novas perspectivas de avaliação em Arquivologia e Ciência da Informação

Autores

  • Moisés Rockembach

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245213.87-105

Palavras-chave:

Avaliação da informação. Modelos de avaliação. Arquivologia. Ciência da informação.

Resumo

O trabalho apresenta o processo de avaliação da informação a partir de uma análise das metodologias propostas por diferentes autores no campo da Arquivologia e da Ciência da Informação. Este estudo parte de uma perspectiva clássica da avaliação, com Jenkinson (1922) e Schellenberg (2003), mediante seu conceito de valor de documento; uma abordagem pós-moderna de macroavaliação proposta por Terry Cook (2005), que critica o modelo anterior e propõe uma abordagem sistemática e holística do processo; até a interdisciplinaridade com a Ciência da Informação em Silva e Ribeiro (2000; 2004); e Ribeiro (2005) com o estudo dos fluxos informacionais. Propõem-se perspectivas complementares do valor da informação, com os conceitos de indício, evidência e prova (ROCKEMBACH, 2012, 2013a, 2013b, 2013c), e, ainda, a Teoria dos Atos dos Documentos (SMITH, 2005). Traz como considerações finais a importância que o debate interdisciplinar pode ter na construção terminológica e metodológica sobre avaliação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de filosofia. 5 ed. São Paulo: Martins Fontes Editora, 2007.

AUSTIN, John Langshaw. Quando dizer é fazer: palavras e ação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990.

BENVENISTE, Emile. A filosofia analítica e a linguagem. In: BENVENISTE, Emile. Problemas de lingüística geral I. 5. ed. Campinas: Pontes, 2005.

BRUYNE, Paul de; HERMAN, Jacques e SCHOUTHEETE, Marc de. Dinâmica da pesquisa em ciências sociais: os pólos da prática metodológica. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1977

COOK, Terry. Macroappraisal in theory and practice: origins, characteristics, and implementation in canada, 1950-2000 Archival Science, Heidelberg, n.5, p.101-161, 2005.

CUNNINGHAM, Adrian; OSWALD, Robyn. Some Functions are More Equal than Others: The Development of a Macroappraisal Strategy for the National Archives of Australia. Archival Science, Heidelberg, v. 5, n. 2, p. 163-184, 2005.

GIL, Fernando. Tratado da evidência. Lisboa: Imprensa Nacional Casa da Moeda, 1996.

GIL, Fernando. Modos da evidência. Lisboa: Imprensa Nacional Casa da Moeda, 1998.

GINZBURG, Carlo. Mitos, emblemas, sinais: morfologia e historia. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

GINZBURG, Carlo. Chaves do mistério: Morelli, Freud e Sherlock Holmes. In: ECO, Umberto; SEBEOK, Thomas (Org.) O signo de três. São Paulo: Perspectiva, 1991. p. 90-129

JENKINSON, Hilary. A manual of archive administration. London: Percy Lund, Humphries and Co., 1922.

KUNZ, Júlio César; STUMPF, Elisa Marchioro. Constatativos e performativos: Austin e Benveniste sobre os atos de fala. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE TEXTO, ENUNCIAÇÃO E DISCURSO, 2010, Porto Alegre. Anais do SITED - Seminário Internacional de Texto, Enunciação e Discurso. Porto Alegre: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 2010. Disponível em <http://ebooks.pucrs.br/edipucrs/anais/sited/arquivos/JulioCesarKunzeElisaMarchioroStumpf.pdf>. Acesso em: 7 set. 2015.

MAKHLOUF, Basma; CAVALCANTE, Lídia Eugenia. Avaliação Arquivística: Bases teóricas, estratégias de Aplicação e instrumentação. Encontros Bibli, Florianópolis, v. 13, n. 26, p. 201-213, 2008.

MORFAUX, Louis-Marie; LEFRANC, Jean. Novo dicionário da filosofia e das ciências humanas. Lisboa: Instituto Piaget, 2005.

MULLER, Samuel; FEITH, Johan; FRUIN, Robert. Manual de arranjo e descrição de arquivos.. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1973. Disponível em <http://www.portalan.arquivonacional.gov.br/media/manual_dos_arquivistas.pdf >. Acesso em: 26 jul. 2015

RIBEIRO, Fernanda; SILVA, Armando Malheiro da. A avaliação em arquivística: reformulação teórico-prática de uma operação metodológica. Lisboa: Páginas A&B, 2000.

RIBEIRO, Fernanda; SILVA, Armando Malheiro da. A avaliação de informação: uma operação metodológica. Lisboa: Páginas A&B, 2004.

RIBEIRO, Fernanda. Novos caminhos da avaliação de informação. Arquivística net., Rio de Janeiro, v. 1, n. 2, jul./dez. 2005.

ROCKEMBACH, Moisés. Modelo de evidência da informação em plataformas digitais: estudo exploratório no âmbito da Ciência da Informação. 2012. Tese (Doutorado em Informação e Comunicação em Plataformas Digitais) - Universidade do Porto / Universidade de Aveiro, Porto, 2012.

ROCKEMBACH, Moisés. Evidência da informação em plataformas digitais: da reflexão teórica à construção de um modelo. Informação Arquivística, Rio de Janeiro, v. 2, p. 89-109, 2013a.

ROCKEMBACH, Moisés. Información evidencial en entornos Digitales. In: CÁRDENAS ZARDONI, Horacio Enrique (Org.) Entorno digital y futuro de la cultura. Cáceres: Fundación Ciencias de la Documentación, 2013b.

ROCKEMBACH, Moisés. New approaches to information quality in the digital environment: clues, evidence, and proof. In: JAMIL, George; SILVA, Armando Malheiro da; RIBEIRO, Fernanda. Rethinking the conceptual base for new practical applications in information value and quality. Hershey: IGI Global, 2013c.

ROUSSEAU, Jean-Yves; COUTURE, Carol. Os fundamentos da disciplina arquivística. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1998.

SCHELLENBERG, Theodore Roosevelt. Modern Archives: principles and techniques. Chicago: The Society of American Archivists, 2003. Disponível em: <http://www.archivists.org/publications/epubs/ModernArchives-Schellenberg.pdf >. Acesso em: 5 set. 2015.

SEARLE, John. The construction of social reality. New York: Free Press, 1995.

SILVA, Armando Malheiro da et al. Arquivística: teoria e prática de uma ciência da informação. Porto: Afrontamento, 1998.

SILVA, Armando Malheiro da. A informação: da compreensão do fenómeno e construção do objecto científico. Porto: Afrontamento, 2006.

SMITH, Barry. Document acts. 2005. Notas da conferência apresentada no Ontolog Forum em outubro de 2005. Disponível em: <http://ontology.buffalo.edu/document_ontology/document_acts.doc>. Acesso em: 8 jul. 2015.

TSCHAN, Reto. A comparison of Jenkinson and Schellenberg on appraisal. The American Archivist, Chicago, v. 65, n. 2, p. 176-195, 2002.

TORRES, Simone; ALMEIDA, Maurício B. Reflexões sobre a função social do documento aplicadas à documentação jurídica. DataGramaZero, Rio de Janeiro, v.15, n.2, abr. 2014. Disponível em <http://www.dgz.org.br/abr14/F_I_art.htm>. Acesso em: 04 jul. 2015

Downloads

Publicado

2015-12-24

Como Citar

ROCKEMBACH, M. Conceitos, modelos e novas perspectivas de avaliação em Arquivologia e Ciência da Informação. Em Questão, Porto Alegre, v. 21, n. 3, p. 87–105, 2015. DOI: 10.19132/1808-5245213.87-105. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/59430. Acesso em: 18 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigo

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)