Sistema de prospecção de competências emergentes: uma proposta de modelo

Jair Cunha Cardoso Filho, Rogério Henrique de Araújo Júnior

Resumo


A questão do emprego e desenvolvimento de competências emergentes apresentam-se como temas relevantes para a sociedade da informação e do conhecimento em uma economia globalizada e competitiva. Aborda-se o problema do apagão de mão de obra e as estratégias governamentais brasileiras e de organismos multilaterais de competências emergentes para mitigá-lo. Propõe-se, então, um modelo sistêmico de monitoramento ambiental para prospecção de competências emergentes, amparado nos paradigmas social e técnico-econômico da Ciência da Informação e baseado no monitoramento ambiental e na competência informacional. Portanto, além do conceito de competências emergentes, são abordados também os conceitos de competência informacional e monitoramento ambiental. Conclui-se, por fim, que tal modelo contribui para associar as ações de qualificação profissional aos esforços de desenvolvimento regional e de inclusão social, e que tanto o monitoramento ambiental de ambientes de negócio quanto a identificação de competências emergentes podem auxiliar na construção de estratégias organizacionais de longo prazo para o desenvolvimento do capital humano.

Palavras-chave


Competências emergentes. Monitoramento ambiental. Competência informacional.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1808-5245222.246-272



Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)