Modelos de serviços bibliotecários: o acesso à informação

Juan Jose Prieto Gutiérrez

Resumo


O acesso aos serviços bibliotecários tem-se modificado e adaptado com o passar do tempo. O modelo fechado, instaurado pela realeza, nobreza e os donos das bibliotecas, que perdurou até o século XV se transformou em um modelo aberto ao permitir a entrada dos cidadãos aos acervos. Até fins do século XX, os usuários recorriam aos centros para consultar acervos e satisfazer suas necessidades documentais. Desde o fim do século XX, é possível ter acesso à informação através da Internet e graças às associações e consórcios das bibliotecas a oferta documental se incrementou, tendo em vista conotações como a propriedade física dos documentos diante da propriedade virtual dos mesmos. O sistema bibliotecário combinado com as tecnologias da informação e da comunicação modificou o modelo de serviços existente até esta data.


Palavras-chave


Modelo fechado. Modelo aberto. Repositórios. Automatização. Software livre. Edição eletrônica. Cooperação. Consórcios. Internet. Declaração de Budapeste. Provedor comercial de acesso.

Texto completo:

PDF HTML




Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)