Impacto social de telecentro próximo à biblioteca comunitária sob a ótica do beneficiário: o caso Chico Mendes

Helena de Almeida Pereira Marques, Patrícia Mallmann Souto Pereira

Resumo


Trata-se de um estudo de caso realizado no Telecentro e na Biblioteca Comunitária Chico Mendes, situados na cidade de Porto Alegre/RS. O objetivo foi investigar a ótica do beneficiário e sua autopercepção de inclusão social, a partir do uso desses ambientes. Discute definições acerca de telecentros e bibliotecas comunitários. O estudo é de cunho qualitativo, e utilizou como técnica de coleta de dados entrevista estruturada. Como resultado, salienta-se que o fato dos ambientes serem contíguos facilita sua utilização pelos beneficiários. Também pode-se inferir que os participantes da pesquisa se autopercebem socialmente mais incluídos, valorizados e privilegiados por ter os ambientes tão próximos na comunidade. Conclui que o beneficiário percebe o telecentro e a biblioteca Chico Mendes como espaços de integração, socialização e inclusão social. Sugere ações a serem realizadas com o fim de integrar telecentros e bibliotecas comunitários.

Palavras-chave


Telecentro comunitário; Biblioteca comunitária; Inclusão digital; Autopercepção.

Texto completo:

PDF RESUMO




Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)