A hemeroteca enquanto espaço documental, informacional e memorial

Carlos Xavier de Azevedo Netto, Názia Holanda Torres, Cláudio Augusto Alves, Maria Lúcia Maranhão de Farias

Resumo


Apresenta a hemeroteca e as práticas inerentes à mesma, de modo a buscar a compreensão de contextos e processos relacionáveis à construção dos fluxos informacionais elaborados a partir de tais conjuntos. Subjacente a essa proposta inicial teve-se a ambição de destacar os etnotextos, dentro de uma linguagem jornalística ancorada por ‘formações de discursos’ e ‘discursos’, por Michel Foucault. Nesse processo, o presente trabalho tem a finalidade de registrar o referencial teórico para a nossa reflexão sobre o papel da hemeroteca enquanto espaço de memória, preservação e acesso ao conhecimento, na tentativa de compreender e reconstituir a maneira pela qual o espaço informacional se configurou no passado. A pesquisa possibilitou verificar a importância dos acervos das hemerotecas como fonte de pesquisa e sua constituição como lugar de memória.


Palavras-chave


Periodicals Room. Documentation. Information. Memory. Knowledge.

Texto completo:

PDF RESUMO




Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)