História oral, história de família: perspectivas teórico-metodológicas na pesquisa em comunicação

Lourdes Ana Pereira Silva

Resumo


O intuito deste artigo é demonstrar a contribuição do método da história oral em seu desdobramento na técnica história de família. A primeira parte trata da pesquisa qualitativa nos estudos de comunicação partindo de noções básicas para entender as questões de ordem teórico-metodológicas nas escolhas de procedimentos de uma pesquisa. Na segunda parte esboçamos noções conceituais sobre história de família, como aplicar a técnica e a contribuição desta para a discussão metodológica. Entre os principais resultados encontrados, verificamos que a técnica possibilita: que a memória familiar estabeleça conexões entre gerações; a compreensão do grupo familiar a partir de uma história singular, midiática, específica e contextualizada, sem negligenciar questões mais amplas, que devem ser cuidadosamente explicitadas a partir de elementos sociológicos; uma amostra bastante diversificada, dada a variedade de perfis dos sujeitos e a heterogeneidade de configurações familiares, o que amplia e propicia maior complexidade ao fenômeno observado.


Palavras-chave


História oral; História de família; Metodologia; Comunicação.

Texto completo:

RESUMO PDF




Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)