Tendência das mídias a partir de um olhar sobre a história

Mágda Cunha

Resumo


A observação das respostas dadas pelas mídias à história torna possível apontar para uma tendência de futuro próximo de formatos. O presente artigo tem o objetivo de relacionar os diferentes momentos históricos que marcam os séculos XX e XXI e o desenvolvimento das tecnologias midiáticas. Entende-se que as modificações das mídias estão associadas a um determinado contexto e tornam-se uma resposta às perguntas presentes nestes diferentes horizontes. Tal observação e a descrição das características do atual momento, levam à possibilidade de apontar ou justificar as características tecnológicas da mídia. O recorte pelo século XX se justifica por ser este período aquele em que estão concentradas as mais significativas invenções voltadas para a comunicação: o rádio, a televisão e a internet, marcando ainda a força do impresso. Esta convivência de diferentes formatos faz do século XX um marco para qualquer investigação. O início do século, marcado por uma demanda por transmissões a distância, encontra no rádio uma resposta que se aperfeiçoará em móvel, quando a sociedade buscar a mobilidade. A valorização do olhar e da imagem, resultante da movimentação das grandes cidades, chega à consolidação da televisão. A sociedade hipermoderna e individualista do século XXI verifica a expansão da telefonia celular como suporte para a internet móvel e a convergência de linguagens da comunicação.

 


Palavras-chave


Mídias – história; mídias – tendências.

Texto completo:

PDF




Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)