As Delinquências do Imperador: os percursos urbanos do jogador Adriano em tempos de “pacificação” do Rio de Janeiro

Kleber Santos de Mendonça

Resumo


A partir de textos publicados pelos jornais O Globo e Extra sobre o jogador de futebol Adriano, o presente artigo se dedica a mapear a relação entre discursos jornalísticos sobre a cidade, a percepção da violência nesses espaços e as possibilidades de emergência de outros percursos neste cenário. Trata-se de uma proposta de olhar analítico que permita pensar o papel dos discursos midiáticos nas várias formas como os sujeitos constroem suas apreensões simbólicas acerca da cidade. Para tanto, recorremos, entre outras, às perspectivas teóricas de Jeudy (2005), Sarlo (2009) e Certeau (1990) - acerca das relações entre discurso e espacialidade - e evidenciamos de que forma a confusa e polêmica trajetória do jogador de futebol Adriano em aglomerados de exclusão (HAESBAERT, 2004) do Rio de Janeiro revela, também, o papel simbólico que a instância jornalística desempenha neste momento.


Palavras-chave


Cidade. Violência urbana. Jornalismo impresso. Comunicação e discurso. Pacificação.

Texto completo:

PDF




Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)