O discurso televisivo da memória: plim plim

Autores

  • Evelyn Orrico

Palavras-chave:

Discurso. Memória. Informação. Comunicação de massa. Televisão

Resumo

Resumo

A televisão, parte integrante e fundamental de um sistema de comunicação de massa, ao mesmo tempo em que é resultado, é também fonte do universo simbólico do público a que se dirige. Sua grade de programação respeita, assim como provoca, o imaginário social de seu público, a partir do contexto histórico-social em que se manifesta. À luz de autores contemporâneos, este artigo discute aspectos da grade de programação do maior conglomerado televisivo brasileiro, como fonte de informação, especialmente voltada às atrações relativas à memória, procurando apontar para a construção de novas redes de sentido, concebidas pelo e no discurso televisivo. Reflexão eminentemente teórica, este artigo discute o impacto que tal programação provoca na construção do universo simbólico do povo brasileiro e consequentemente da memória desse grupo social na contemporaneidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-12-07

Como Citar

ORRICO, E. O discurso televisivo da memória: plim plim. Em Questão, Porto Alegre, v. 17, n. 2, p. 61–75, 2011. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/22400. Acesso em: 19 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos