Museu, memória e poder

Renata Andreoni

Resumo


Este trabalho pretende desenvolver uma apreciação referente às imbricações entre Museu, Poder e Memória dentro da esfera empresarial. Objetiva-se compreender como a prática memorialística é utilizada na construção de um discurso pela busca de uma aura histórica legitimadora. No contexto da Hipermodernidade (LIPOVETSKY, 2004), para problematizar a reflexão sobre os museus empresariais, destacaremos o posicionamento de Baudrillard em relação aos processos de simulação e branqueamento de um passado sem máculas.


Palavras-chave


Museu. Poder. Hipermodernidade. Memória.

Texto completo:

PDF




Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)