Sobre imagens: tecnologias invisíveis e a transparência do espetáculo

Wagner Souza e Silva

Resumo


O objetivo do artigo é propor uma reflexão a respeito das imagens nos meios de comunicação contemporâneos. Como ponto de partida, tem-se o modelo interpretativo de Gianni Vattimo para a presença dos mass media na sociedade pós-moderna. Sua postura otimista desenvolvida em a Sociedade Transparente será contraposta à postura pessimista de Guy Debord em a Sociedade do Espetáculo, uma teoria que ainda mantém considerável influência nos estudos dos meios. Sugere-se que a produção imagética contemporânea e a diversificação da experiência estética do sujeito determinam um cenário em que a imagem adquire aspectos muito mais conscientizadores do que alienadores. Observa-se também a influência dos dispositivos híbridos que trazem cada vez mais lógicas operacionais simplificadas, tornando-se tecnologias invisíveis que garantem a fruição estética promovida pelas imagens.

Palavras-chave


Imagem. Comunicação. Tecnologia. Pós-modernidade.

Texto completo:

PDF




Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)