A memória na era da reconexão e do esquecimento

Mágda Rodrigues da Cunha

Resumo


As investigações sobre a memória tornam-se mais complexas em um cenário onde as conexões entre os sujeitos e as informações em circulação existem em escala abundante. Mais do que uma dimensão linear, onde existem passado, presente e futuro e cada um deles permanece no seu lugar, a memória transforma-se agora em uma multiplicidade de perspectivas. Neste texto, o objetivo é analisar os paradoxos que envolvem a memória múltipla, coletiva, e que não mais pode ser considerada a memória de um tempo passado. Horizontes históricos acumulados, por intermédio de registros digitais ou redes sociais, invadem a vida dos indivíduos que, sendo também narradores, abastecem esta larga rede. O elevado grau de complexidade desta construção desordenada é, ao mesmo tempo, a investigação sobre o esquecimento.


Palavras-chave


Memória. Comunicação. Esquecimento. Conexão.

Texto completo:

PDF




Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)