Jornalistas e o acesso à informação

Maria de Jesus Nascimento, Caroline Sommer

Resumo


Objetivou verificar as necessidades, formas de busca e a freqüência com que os jornalistas acessam e obtêm informação, assim como utilizam suas novas tecnologias. Foram levadas em consideração as barreiras que enfrentam para suprir suas necessidades de informação como tempo, recursos disponíveis, discurso científico versus discurso jornalístico, o grande volume de informação e o impacto da Internet. Os resultados mostram uma diversidade de opiniões, muitas vezes antagônicas, mas houve unanimidade em apontar que é difícil para o jornalista entender a linguagem científica e traduzi-la em matéria jornalística atrativa para o público-leitor de menos conhecimento. Ficou claro também que o impacto das novas tecnologias mudou o comportamento de busca de informação dos jornalistas.

 


Palavras-chave


Acesso à informação; necessidade de informação; jornalistas; jornalismo científico

Texto completo:

PDF




Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)