“Ter simplesmente este livro nas mãos é já um desafio”: Livros de oposição no regime militar, um estudo de caso

Flamarion Maués

Resumo


O objetivo deste artigo é, a partir da reconstituição do modo como foi escrito e editado o livro Poemas do povo da noite, de Pedro Tierra, e do papel político que a obra desempenhou, assinalar algumas das características dos livros de oposição no período da abertura política (1974-1985). Isso engloba questões relativas a: 1) conteúdo do livro; 2) condições em que o texto foi criado; 3) percurso do original ao livro publicado; 4) perfil do autor; 5) perfil da editora; 6) ligações políticas do autor e da editora; 7) difusão da obra, 8) repercussão nos meios políticos e na imprensa; 9) análise da obra como produto editorial e comercial. Analisando como essas questões estão presentes numa determinada obra podemos definir se ela pode ser considerada um livro de oposição no período em foco.

 


Palavras-chave


História editorial; livros de oposição; edição e política

Texto completo:

PDF




Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)