Bibliotecas escolares e web 2.0: revisão da literatura sobre Brasil e Portugal

Cassia Cordeiro Furtado

Resumo


O artigo enfoca o papel da educação e da biblioteca na Sociedade da Informação e apresenta conceitos e características da Biblioteca 2.0 (L2). Defende o uso da web 2.0, na biblioteca escolar, visando otimizar ou criar serviços e produtos, para fins de conquista dos usuários, visibilidade e espaço na escola e na sociedade. Identifica nos programas públicos de incentivo e implantação de bibliotecas nas escolas, no Brasil e em Portugal, a presença ou recomendações para o uso da web 2.0. Com base na literatura conclui que, em Portugal, já ocorre a iniciativa do uso dos blogs por parte da biblioteca escolar, porém com escassez de comentários por parte do usuário. E que as bibliotecas brasileiras têm um longo caminho a percorrer no que tange as bibliotecas escolares, como também no contexto dos sistemas de informação.


Palavras-chave


Biblioteca escolar. Web 2.0. Biblioteca 2.0. Brasil. Portugal.

Texto completo:

PDF




Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)