Análise da paisagem cafeeira representada: visões interdisciplinares

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245271.91-110

Palavras-chave:

Paisagem, Café, Análise Documental, Método Quadripoloar

Resumo

O presente artigo opera a leitura do documento a partir dos elementos apriorísticos da análise da imagem da paisagem, frente à experiência empírica, subsidiária da observação do objeto documental selecionado. Neste estudo, apresentam-se três objetivos: a forma de coleta de informações dos documentos relativos a acervos históricos, a análise dos contextos culturais e  os argumentos que apontam para uma reflexão da articulação interdisciplinar entre áreas das humanidades. Para esta pesquisa, aplica-se o método quadripolar no estudo dos contextos culturais, entre os polos morfológico, prático, epistemológico e teórico. Conclui-se que, ao enfatizar a articulação e elementos advindos da “dinâmica investigativa quadripolar”, permite-se problematizar a leitura linear da paisagem na temática do Café para novas abordagens científicas e culturais.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvia Maria do Espírito Santo, Universidade de São Paulo

Silvia Maria do Espírito Santo; meus pais são Sebastião José do Espírito Santo e Cecília Rigobello do Espírito Santo. Nascimento em 28 de agosto de 1958, na cidade de Mococa – São Paulo. Residênciaem Ribeirão Preto, Av. do Café, n° 131 – apt.44 C – Vila Tibério, CEP 014050-230, Ribeirão Preto, Estado de São Paulo.

Socióloga desde 1981, pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP), concluí o mestrado na Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (USP) em 2000 e o doutorado na Faculdade de Filosofia e Ciência da Universidade Estadual Paulista (UNESP) no campus de Marília, em 2009. Especialização em Patrimônio Cultural pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, em 1999. Pós-Doutoramento na Universidade do Porto, Portugal, 2015. Sou docente, desde 2004, no curso de Ciência da Informação e Documentação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo, no campus de Ribeirão Preto,

Nos objetivos da pesquisa acadêmica, iniciado em 2006, dedica-se para o desenvolvimento da investigação no âmbito da teoria da informação das relações que se estabelecem entre informação documental codificada e as funções significantes da recuperação da informação, a partir da leitura documental.  A pesquisa relaciona-se as  ontologias e extração de termos para domínio da linguagem documentária, no âmbito da História do Café. São baseados os paradigmas das estruturas sociais da produção humana, contextual cultural, econômica e simbólicas, que são diretamente paradigmas preferenciais selecionados nos períodos entrelaçado na história cultural brasileira. Essa segunda etapa do projeto, com apoio da FAPESP,  objetivou  fundamentar (ou  ladrilhar) os corredores do café que, neste momento, está conceitualmente  universalizada a partir dos categorias principais: espaços terrestres e marítimos, territorialidades em função da geopolítica,  regionalizada, e foram formatados nas vontades dos agentes, anônimos ou identificados, responsáveis pelas atividades agrícolas, administrativas, científicas, artísticas e capitalistas do mundo dos corredores do café.

Downloads

Publicado

2020-12-22

Como Citar

ESPÍRITO SANTO, S. M. do. Análise da paisagem cafeeira representada: visões interdisciplinares. Em Questão, Porto Alegre, v. 27, n. 1, p. 91–110, 2020. DOI: 10.19132/1808-5245271.91-110. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/101701. Acesso em: 22 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos