Organismos de combate à corrupção na América Latina e a hegemonia dos Estados Unidos

Diogo Ives, Bruno Gomes Guimarães

Resumo


Esse texto analisa como os organismos de combate à corrupção na América Central garantem o domínio dos EUA sobre a região. Essas instituições parecem ter defendido interesses estadunidenses na Guatemala, em Honduras e em El Salvador em um contexto de crescente disputa com a China. Sugerimos que os países ocidentais foquem-se em medidas domésticas para combater a corrupção no exterior e que órgãos internacionais respeitem a soberania dos países afetados.


Palavras-chave


América Central; Estados Unidos; Políticas anticorrupção

Texto completo:

PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.22456/2178-8839.65363



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

Conjuntura Austral - ISSN: 2178-8839

       UFRGS