Cooperação monetária e financeira na América do Sul: Defendendo uma integração mais profunda entre os países da UNASUL

Fernando Ferrari-Filho, Luiza Peruffo

Resumo


A crise financeira internacional e a "grande recessão" acentuaram a assimetria que existe entre a dinâmica econômica dos países desenvolvidos e emergentes, bem como resgataram a ideia de que é necessária uma reforma significativa na arquitetura financeira global. Concomitantemente, a proposição de integração regional tornou-se uma estratégia para os países em desenvolvimento, especialmente os países da América do Sul. Neste artigo, investigaremos os mecanismos existentes de cooperação monetária e financeira na América do Sul e questionararemos se eles podem garantir o progresso da integração regional. A ideia é mostrar que, por um lado, a Unasul pode se constituir em um processo de integração regional consistente e, por outro lado, propor a criação "Regional Market Maker" para a Unasul com o intuito de impulsionar as relações comerciais e financeiras, disciplinar e padronizar as políticas macroeconômicas e evitar quaisquer situações de ruptura decorrente de crises financeiras e cambiais.

Palavras-chave


Integração monetária e financeira; América do Sul; países da Unasul.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.22456/2178-8839.56749

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

 

Conjuntura Austral - ISSN: 2178-8839

       UFRGS