O PROTAGONISMO BRASILEIRO DIANTE DA DECLARAÇÃO DE TEERÃ

Camila Feix Vidal

Resumo


O artigo proposto tem o objetivo de analisar o protagonismo brasileiro na mediação com o Irã em 2010 e que culminaria com a Declaração de Teerã, através de um estudo sobre a diplomacia brasileira de Lula. Por meio de análise bibliográfica, documental e de conteúdo, se busca inferir que: o protagonismo brasileiro no caso da mediação com o Irã é reflexo tanto de padrões enraizados e típicos da diplomacia brasileira (“acumulado histórico” para Amado Cervo, 2008), bem como de fatores novos, caracterizados na própria política externa assertiva de Lula e Celso Amorim. A Declaração de Teerã só foi possível graças a essa combinação de tradição e inovação presente na diplomacia brasileira durante a presidência de Lula.


Palavras-chave


Declaração de Teerã, Brasil, Irã

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2178-8839.37341

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

 

Conjuntura Austral - ISSN: 2178-8839

       UFRGS