A suspensão do Paraguai e a entrada da Venezuela: implicações para o regime de defesa coletiva da democracia do Mercosul

George Wilson dos Santos Sturaro, André Francisco Matsuno da Frota

Resumo


Neste artigo, após sucinta descrição do regime de defesa coletiva da democracia do MERCOSUL, analisamos as principais implicações de dois acontecimentos recentes: (i) a suspensão temporária do Paraguai e (ii) a entrada da Venezuela no bloco. Concluímos que as implicações são polivalentes: o primeiro acontecimento indica uma evolução qualitativa do regime, como também o fortalece; o segundo o enfraquece; ambos, considerados em conjunto, sugerem uma contradição que compromete a sua credibilidade.


Palavras-chave


MERCOSUL; Defesa coletiva da democracia; Acontecimentos recentes

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2178-8839.31261



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

Conjuntura Austral - ISSN: 2178-8839

       UFRGS