CALENDÁRIO ELEITORAL E GESTÃO PÚBLICA: UMA ANÁLISE CONTABILOMÉTRICA DAS DESPESAS MUNICIPAIS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO NO PERÍODO DE 1998 A 2006

Autores

  • Kleber Vasconcellos de Oliveira Banco Central do Brasil
  • Frederico A. de Carvalho FACC - UFRJ
  • Marina Filgueiras Jorge INPI - Instituto Nacional de Propriedade Industrial
  • Marcelino José Jorge IPEC - FIOCRUZ

Palavras-chave:

Calendário eleitoral. Gestão municipal. Brasil. Contabilidade pública. Dados em painel.

Resumo

Nesta pesquisa se testa a influência do calendário eleitoral sobre o orçamento público para uma amostra de municípios no estado do Rio de Janeiro. O objetivo deste estudo é estimar o efeito de variáveis contábeis, político-partidárias e eleitorais sobre o comportamento dos prefeitos de acordo com o expresso nas contas municipais. Com base na revisão de literatura, constroem-se e estimam-se diversas equações para uma amostra em painel para o período de 1998 a 2006, composta por 40 municípios fluminenses. Depois de um teste econométrico, necessário em casos em que haja ausência de dados, os resultados indicam que o calendário eleitoral exerce influência significativa sobre o comportamento dos prefeitos. Em alguns casos, o partido do prefeito também afeta os gastos municipais. Assim, é possível inferir um significativo efeito de coincidência partidária entre cargos executivos, revelando uma espécie de “pacto de ajuste fiscal” entre níveis de governo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kleber Vasconcellos de Oliveira, Banco Central do Brasil

Mestre e Graduado em Ciências Contábeis pela UERJ. Contador do Banco Central do Brasil.

Frederico A. de Carvalho, FACC - UFRJ

Doutor em Ciências Economicas, Universidade Católica de Louvain.  Professor Associado na Faculdade de Administração e Ciências Contábeis – FACC / UFRJ

Marina Filgueiras Jorge, INPI - Instituto Nacional de Propriedade Industrial

Graduada em Economia pela UFRJ. Mestre em Economia pela UERJ.  Analista do Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI / MDIC.

Marcelino José Jorge, IPEC - FIOCRUZ

Economista pela UFRJ. Mestre em Economia pela UnB. Doutor pela COPPE-UFRJ. Coordenador do LAPECOS - IPEC - FIOCRUZ.

Downloads

Publicado

2015-02-05

Edição

Seção

Artigos