ESTIMAÇÃO DOS INVESTIMENTOS NA AVALIAÇÃO DE EMPRESAS NO BRASIL: UMA ANÁLISE DE ADERÊNCIA ENTRE A TEORIA E A PRÁTICA DE MERCADO

Autores

  • Vitória Estanilau de Aguiar Fernandes Universidade Federal de Goiás
  • Moisés Ferreira da Cunha Universidade Federal de Goiás
  • Camila Araújo Machado Universidade Federal de Goiás
  • Michele Rilany Rodrigues Machado Universidade Federal de Goiás

Palavras-chave:

Avaliação de empresas, Investimento em fixo (Capex), Investimento em giro, Taxa de investimento

Resumo

O processo de avaliação de empresas é fortemente praticado e discutido por teóricos e investidores no mercado de capitais. A mensuração da taxa de investimento é uma das etapas relevantes nesse processo, visto que as empresas buscam maximizar o seu valor de mercado a partir de elevados retornos sobre suas decisões de investimento. Este trabalho tem como objetivo central verificar se no Brasil existe aderência entre a teoria e as práticas do mercado no que tange ao processo de estimação dos investimentos em capital fixo e de giro e da taxa de investimento. A pesquisa também traz uma análise entre a aderência das projeções de investimentos nos laudos de avaliação de empresas e o que foi realizado nas demonstrações contábeis publicadas. Quanto aos métodos adotados, com o intuito de atingir o propósito desta pesquisa, optou-se por um estudo descritivo e uma pesquisa quantitativa, nos quais foi aplicado o teste de diferença de médias. Para verificar a teoria, utilizou-se como fonte bibliográfica a contribuição de diversos autores sobre o assunto. Foi realizada uma revisão bibliográfica a partir de livros, artigos e sites específicos. Para verificar a prática do mercado brasileiro, realizou-se uma pesquisa documental através da investigação dos laudos de avaliação das companhias, os quais são apresentados como requisito às ofertas públicas de aquisição de ações (OPA) e estavam disponíveis no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Para a análise de aderência entre as projeções e o realizado, foram utilizados os dados coletados na economática. Duas amostras foram verificadas, e, a partir dos testes realizados, pode-se verificar a contribuição e a credibilidade das informações geradas pelas avaliações de empresas no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vitória Estanilau de Aguiar Fernandes, Universidade Federal de Goiás

Graduada em Ciências Contábeis pela Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia da Universidade Federal de Goiás

Moisés Ferreira da Cunha, Universidade Federal de Goiás

Professor do Curso de Ciências Contábeis da Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia da Universidade Federal de Goiás

Doutor em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo

Camila Araújo Machado, Universidade Federal de Goiás

Professora do Curso de Ciências Contábeis da Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia da Universidade Federal de Goiás

Mestre em Ciências Contábeis Universidade de Brasília

Michele Rilany Rodrigues Machado, Universidade Federal de Goiás

Professora do Curso de Ciências Contábeis da Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia da Universidade Federal de Goiás

Mestre em Ciências Contábeis Universidade de Brasília

Downloads

Publicado

2013-04-30

Edição

Seção

Artigos