Cristãos e afrorreligiosos no espaço público: notas etnográficas acerca das marchas religiosas em Porto Alegre/RS

Erico Tavares de Carvalho

Resumen


Este artigo busca analisar a presença de agentes religiosos no espaço público em um processo de conflito dialógico no qual cristão e afrorreligiosos (mas não apenas estes) ocupam as ruas, disputando espaços e significados de suas respectivas identidades. A breve análise teórica apresentada constitui uma primeira aproximação a este objeto singular, a saber, a Marcha Estadual Pela Vida e Liberdade Religiosa e a Marcha para Jesus em Porto Alegre/RS. O foco recairá na noção do público enquanto espaço de disputas ou controvérsias, que mobilizam diferentes formas de estar e fazer público, assim como mobiliza discursos direcionados a um público específico.

Palabras clave


Evangélicos, Afrorreligiosos, Marcha para Jesus, Liberdade religiosa

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-2650.82159