Introdução às gestas pentecostais: análise estrutural de uma narrativa autobiográfica

Daniel Alves, Fábio Costa

Resumen


A partir do livro Bom dia Espírito Santo, do autor líder evangélico Benny Hinn, neste artigo construímos uma leitura estrutural da sua autobiografia, partindo de sua narrativa heroica a partir dos conflitos que se opuseram a sua ascendência como líder religioso. Inspirando-se na metodologia estruturalista de interpretação dos mitos conforme desenvolvida por Lévi-Strauss, delineamos os conflitos inerentes à narrativa e suas soluções. As rupturas com o mundo antecipam aprofundamentos pessoais do Espírito, enquanto as visões espirituais antecipam conflitos familiares no mundo.

Palabras clave


Autobiografia; pentecostalismo; narrativa

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-2650.81896