Estudo de caso sobre comunidades terapêuticas religiosas

Janine Targino

Resumen


O presente artigo busca apresentar o trabalho realizado pelo Projeto Reconstruir, uma comunidade terapêutica vinculada à Comunidade Carismática Maranathá, e pelo Instituto Vida Renovada (IVR), comunidade terapêutica associada à Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD). Ambas as comunidades terapêuticas estão localizadas no estado do Rio de Janeiro e concentram suas atividades no atendimento de usuários de drogas em geral, sobretudo de drogas ilícitas. Diante disso, é possível apontar que existem motivações intrínsecas para que fileiras de indivíduos dependentes químicos busquem tratamento nas instituições em tela. Além disso, existem determinadas aproximações e afastamentos nos planos de ação que estas comunidades terapêuticas aplicam ao longo do tratamento oferecido aos usuários de drogas que buscam auxílio nas mesmas. Os dados aqui apresentados foram coletados entre os anos de 2011 e 2015 através de pesquisa de campo por observação e entrevistas realizadas com internos e membros das equipes técnicas das instituições estudadas.

Palabras clave


Pentecostalismo, Renovação Carismática Católica, Dependência de Drogas, Tratamento da Dependência Química.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-2650.67193