A despedida anunciada: emoções e espiritualidade entre familiares das vítimas da Boate Kiss

Priscila dos Santos Peixoto, Zulmira Newlands Borges, Monalisa Dias de Siqueira

Resumen


O incêndio na Boate Kiss, ocorrido em 27 de janeiro de 2013, na cidade de Santa Maria-RS, vitimou 242 jovens e deixou mais de 600 feridos. Este artigo faz parte de uma pesquisa etnográfica, na qual foram acompanhados os diferentes modos de organização dos familiares das vítimas fatais. Observou-se a formação de redes múltiplas e complexas e, através de uma metodologia de análise de redes, pôde-se identificar a formação de uma rede de apoio que se dividiu em duas subredes: a de justiça e a de solidariedade, baseadas nas ações e expectativas dos integrantes. O contexto de formação dos movimentos de familiares foi cercado de tensões e disputas, e a espiritualidade foi o elo que promoveu a dinâmica da rede de apoio. Assim, analisando o luto e seus desdobramentos, o artigo trata de alguns elementos sobre a espiritualidade como construções simbólicas coletivas de explicação da ‘tragédia de Santa Maria’.

Palabras clave


Rede de apoio. Espiritualidade. Tragédia de Santa Maria.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-2650.61945