Tempo e lugar em Michel de Certeau: implicações para os estudos de religião

Adriel Moreira Barbosa

Resumen


Este artigo é dedicado à análise de dois importantes conceitos de Michel de Certeau – Tempo e Lugar. Eles formam um fio condutor de suas teses quanto ao processo do fazer historiográfico, que segundo Certeau, é uma construção realizada por um sujeito – o historiador. Esta construção implica em muitas influências ao decorrer de suas etapas, o que Certeau nos explica através de sua linguagem carregada de metáforas e com grande erudição. A importância das teses de Michel de Certeau para a historiografia tem sido amplamente destacada, e neste texto busca-se destacar suas implicações aos estudos de religião. Certeau refutou a fragmentação do discurso religioso em diferentes metodologias e saberes e privilegiou a compreensão de seus princípios organizadores, mas inovou ao indicar a necessidade de se reconhecer a existência de uma perda existencial e epistêmica que seria inerente à tradução da experiência religiosa pela linguagem.

Palabras clave


Michel de Certeau; Historiografia; Estudos de Religião; Lugar

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-2650.53442