A entrada do bispo de Mariana e a influência do catolicismo popular

Baltazar Astoni Sena

Resumen


O objetivo deste artigo é contribuir para a compreensão das relações sociais presentes nas festas religiosas nas Minas Gerais no período do ouro. Principalmente a de entrada do novo bispo de Mariana no ano de 1748 e a ligação desta festa de cunho eminentemente eclesiástico com as formas de socialização e organização festiva do catolicismo popular ligado às irmandades. Compreender os jogos de relações simbólicas e de reputação que advêm desse contato entre os diversos estratos sociais, identificando os atores, suas formas de relações e como se identificavam perante a grupos similares de “brancos”, “pardos” e “negros” dentro do universo das irmandades católicas e o jogo entre Estado, Igreja e população para a manutenção da ordem estabelecida e a capacidade de aumentar capital simbólico entre fusões e fissuras.
Palavras chaves: Religião, Sociologia, Irmandades, Festas.

Palabras clave


Catolicismo Popular; Festas; Irmandades

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-2650.38635