“A igreja é como a casa da minha mãe”: Religião e espaço vivido entre brasileiros no condado de Broward

Manuel A. Vásquez, Lúcia Ribeiro

Resumen


O texto se centra no papel que a religião exerce junto a brasileiros migrantes, numa região recentemente urbanizada e geograficamente descentralizada, no Condado de Broward, Flórida, EUA. Dado o seu rápido desenvolvimento, não existem, nesta região, organizações estabelecidas de migrantes e, neste contexto, as igrejas oferecem possibilidades de criar espaços de sociabilidade, identidade coletiva e ajuda mútua. De forma ainda mais importante, a religião serve para dar sentido ao processo de migração em um ambiente hostil, vinculando tal processo à experiência profundamente emotiva do sagrado. Embora tais recursos possam ser permeados por conflitos e divergências, representam, ao mesmo tempo, elementos cruciais para uma comunidade incipiente. O texto inclui um breve perfil da comunidade brasileira, baseado em trabalho de campo realizado de 2001 a 2004 no sul da Flórida; em seguida analisa formas pelas quais os recursos religiosos são utilizados pelos brasileiros nesta região e finalmente conclui com algumas reflexões a respeito das dinâmicas de assentamento em regiões nãoconvencionais de migração vinda da América Latina.

Palabras clave


Religião; migração; formação da comunidade; dinâmicas de assentamento; religion; migration; community organization; dynamics of settlement

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-2650.2510