Uma religião em trânsito: o papel das lideranças brasileiras no novo espiritismo transnacional

Bernardo Lewgoy

Resumen


De 1990 em diante, houve uma mudança de rumo no movimento espírita organizado. Protagonizando pelos dirigentes federativos brasileiros, o kardecismo dotou-se de uma estrutura internacional, formando redes e organizações baseadas em imigrantes brasileiros de classe média alta e acordos com lideranças espíritas nativas, que redefiniram temas e ênfases nessa religião. Busca-se investigar os sentidos e fluxos desse trânsito global do novo espiritismo da FEB.

Palabras clave


Espiritismo kardecista, globalização

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-2650.19958