A Cruz e o Arco-Íris: Refletindo sobre Gênero e Sexualidade a partir de uma “Igreja Inclusiva” no Brasil

Fátima Weiss de Jesus

Resumen


O presente trabalho problematiza as articulações entre (homo)sexualidades, relações de gênero e religiosidade a partir das as primeiras impressões da pesquisa etnográfica de uma “igreja inclusiva” na cidade São Paulo (Brasil) e do diálogo com pesquisas recentes sobre outras denominações “inclusivas” no Brasil. As igrejas inclusivas são um fenômeno recente no Brasil e chamam atenção pela compatibilização de condutas não heterossexuais e cristianismo (majoritariamente evangélico). A partir de início dos anos 2000 acontece a proliferação de diversas denominações no Brasil, configurando importantes diferenças teológicas e de adoção de condutas morais (sexuais) entre elas, desse modo é possível perceber diferentes formas com que estas “novas” igrejas lidam com a diversidade sexual também a partir de suas representações de “femininos” e “masculinos”.

Palabras clave


religião (cristianismo); Relações de gênero; Homosexualidades.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-2650.12731