Os processos de aprendizagem e o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA): do segundo ao terceiro ano do ensino fundamental

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/2595-4377.98853

Resumo

O presente texto tem como objetivo apresentar um relato de experiência construído durante uma bolsa de monitoria em Educação Especial no Colégio de Aplicação da UFRGS, contemplando os avanços no processo de aprendizagem de um aluno com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) em toda a sua trajetória do segundo ao terceiro ano do Ensino Fundamental, principalmente em seu processo de escrita e fala. Para isso, analisam-se as práticas pedagógicas utilizadas em sala de aula, a rotina escolar e o cotidiano do aluno a fim de buscar ferramentas facilitadoras para a construção do conhecimento, a consolidação da  autonomia e a socialização. As considerações decorrentes das análises apontam para a importância da transversalidade da educação especial no contexto escolar, de um currículo flexível e abrangente e da formação de professores voltada para a prática da educação na perspectiva inclusiva; destacando também as possibilidades que o ensino, a pesquisa e a extensão trazem para o ensino público, colocando em execução as políticas de inclusão social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Barros de Borba, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Estudante de licenciatura na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e monitora de inclusão no Colégio de Aplicação da UFRGS

Downloads

Publicado

2020-12-30