A Resolução de Problemas: experiência e avaliação nessa perspectiva

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/2595-4377.98842

Resumo

O presente artigo aborda questões inerentes à metodologia de Resolução de Problemas e uma experiência de avaliação, levando em consideração apreensões e atitudes do educando frente ao processo de Resolução de Problemas propostos. Tentou-se também sentir a experimentação não só do ponto de vista do professor, mas também do discente, centro do processo educativo. Os autores apresentam estudo de caso elaborado a partir de questionário aplicado com discentes do 9° ano do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Sergipe. O objetivo foi refletir sobre os caminhos percorridos por estes durante o processo de resolução da situação-problema proposta, observando-se os procedimentos desenvolvidos na escrita e interpretação de problemas matemáticos. A análise mapeou as dificuldades e potencialidades apresentadas pelos estudantes na resolução de problemas matemáticos, bem como sua percepção enquanto “resolvedores de problemas”. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvânia da Silva Costa, Colégio de Aplicação - Universidade Federal de Sergipe

Professora do Codap/UFS

Mestre em Matemática pela Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Membro de corpo editorial da Revista Scientia Plena Jovem

Robson Andrade de Jesus, Colégio de Aplicação - Universidade Federal de Sergipe

Professor do Codap/UFS

Mestre em Matemática pela Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Wagner Santiago de Souza, Colégio de Aplicação - Universidade Federal de Sergipe

Professor do Codap/UFS

Mestrado Profissional pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF)

Downloads

Publicado

2020-12-30