Machado de Assis e HQ: uma nova perspectiva do cânone.

Caroline Valada Becker

Resumo


Resumo: Na literatura infanto-juvenil, encontramos com freqüência clássicos da literatura nacional e mundial, contos e romances, adaptados para obras de mesmo gênero, ou seja, da prosa à prosa. O processo artístico de recriação modificou-se e, entre as diversas possibilidades, os adaptadores têm eleito o gênero HQ para transporem a ele as obras canônicas. Esse artigo irá, pois, observar duas adaptações do conto O Alienista, de Machado de Assis, para as HQs, analisando como se dá a recriação do tom machadiano no universo imagístico. As ponderações aqui expostas são o resultado inicial do meu projeto de pesquisa de iniciação científica que tem como objetivo observar as adaptações de clásscios para as HQs e o seu papel na formação de leitores.

Palavras-chave


Educação; Literatura; Adaptação; História em Quadrinhos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2595-4377.6537