Os sujeitos Karajá na encruzilhada dos horizontes ontológicos do ser e do horizonte do estar

Dilson Miguel Rapkiewicz

Resumo


Em um contexto de imersão na linearidade do mundo contemporâneo em que nos encontramos submersos na homogeneidade monocultural, a sinuosidade das diversidades se apresentam como desafio às categorias da objetividade, que ora conduzem a lógica das grandes avenidas do pensamento. Enquanto isso, nas adjacências e interstícios que circunscrevem esta realidade, (re)existem outras formas de pensar e ver o mundo. No interior do Brasil, mais especificamente, nas margens do rio Araguaia, no norte do estado do Mato Grosso, o Povo Karajá, desde tempos imemoriais, existem, resistem e persistem em continuar marcando e demarcando a sua forma de estar no mundo. Assim, na confluência e encruzilhada com o ser ocidental, os Sujeitos Karajá se (des)encontram no rebojo de movimentos que geram tensões e distensões, fluxos e refluxos no devir de suas vidas cotidianas. Neste contexto, este trabalho, investiga, versa e se exercita na alteridade do estar sendo da cultura Karajá, buscando rastrear na confluência e nos entremeios da cultura, geocultura e interculturalidade, a compreensão de como se sentem os Karajá, no entrecruzamento de horizontes culturais, do ser e do estar. Com esta intenção, inspiro-me na antropologia filosófica de Rodolfo Kusch em diálogo com a doxologia da vida cotidiana do estar sendo Karajá. 


Texto completo:

PDF

Referências


CAVARERO, Adriana. Tu che mi guardi, tu che mi racconti: filosofia della narrazione. 8. ed. Milão: Elementi Feltrinelli, 2009.

HEIDEGGER, Martin. Ser e Tempo. Petrópolis: Vozes, 1996

KUSCH, Rodolfo. Esbozo de una antropología filosófica americana- Tomo 3. Rosario, Argentina: Fundación Ross, 2000a.

______. Geocultura del hombre americano- Tomo 3. Rosario, Argentina: Fundación Ross, 2000b.

______. Una lógica de la negación para compreender a América- Tomo 2. Rosario, Argentina: Fundación Ross, 2007.

ORR, David W. Lugar e Pedagogia. In: STONE, Michel K. & BARLOW, Zenobia. Alfabetização Ecológica: a educação das crianças para um mundo sustentável. São Paulo: Cultrix, 2006.




DOI: https://doi.org/10.22456/2595-4377.64375