Analisando as percepções de professores sobre o racismo na educação

Autores

  • Eduarda Soares de Almeira Estudante do 9º ano do Ensino Fundamental do Colégio de Aplicação da UFRGS
  • Victor Hugo Nedel Oliveira Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) http://orcid.org/0000-0001-5624-8476

DOI:

https://doi.org/10.22456/2595-4377.105415

Palavras-chave:

Preconceito. Racismo. Educação. Escola. Professores.

Resumo

O racismo é um assunto muito importante e delicado de se tratar em sala de aula. Esta é uma pesquisa que teve como objetivo principal de analisar o que os professores do 7º ano do ensino fundamental do Colégio de Aplicação da UFRGS pensam sobre o racismo. Para atingir os objetivos propostos foi realizada a leitura de materiais selecionados e a aplicação de um questionário. Os resultados obtidos com a pesquisa evidenciaram que a maioria dos professores participantes era do gênero feminino, da etnia branca e residente em Porto Alegre. A totalidade dos sujeitos concorda plenamente com a afirmação de que “negros sofrem racismo todo o dia no Brasil”. A absoluta maioria dos sujeitos concorda com as afirmações “todos os negros sofrem racismo” e “os negros são o principal alvo de racismo no Brasil”. É possível considerar, portanto, que o racismo em suas múltiplas faces é notadamente percebido pelos professores que participaram da investigação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduarda Soares de Almeira, Estudante do 9º ano do Ensino Fundamental do Colégio de Aplicação da UFRGS

Estudante do 9º ano do Ensino Fundamental do Colégio de Aplicação da UFRGS

Victor Hugo Nedel Oliveira, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Doutor em Educação (PUCRS). Licenciado e Mestre em Geografia (UFRGS). Professor do Departamento de Humanidades do CAp/Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Editor da Revista Cadernos do Aplicação.

Downloads

Publicado

2020-12-30