A representação do negro em um livro didático de sociologia: análise após a implementação da Lei n° 10.639/2003

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/2595-4377.104745

Resumo

Objetiva construir um diagnóstico sobre a forma como a história e cultura africana e afro-brasileira são representadas em um livro didático de Sociologia, distribuído pelo Ministério da Educação por meio do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). O foco direcionou-se para as representações imagéticas e textuais presentes no livro, para analisá-las à luz da Lei nº 10.639/2003 que tornou obrigatório o estudo da história e cultura afro-brasileira nos estabelecimentos de Ensino Fundamental e Médio brasileiro e, nesse caso, elegemos o livro didático: Sociologia para Jovens do Século XXI (2013) que foi escolhido pelos professores da escola no PNLD de 2015 entre seis opções disponíveis. A obra pesquisada está de acordo com Lei nº 10.639/2003 e com os preceitos estabelecidos na proposta de educação para as relações étnico-raciais. Porém, por atender um programa nacional, não abarca regionalidades, especificidades e questões locais da população negra do Espírito Santo como, por exemplo, as Comunidades Tradicionais Quilombolas que estão em várias partes do território estadual. Nesse sentido, reforçamos a necessidade de a Secretaria de Estado da Educação (SEDU) produzir materiais complementares e ofertar formação continuada para os educadores da rede, focados no povo negro capixaba. 


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Bravin, Universidade Federal do Espírito Santo - UFES / Secretaria de Estado da Educação - SEDU - ES

Professor de Sociologia da rede estadua de educação do Espírito Santo, Pedagogo, mestre e doutorando em educação.

Yamilia de Paula Siqueira, Universidade Federal do Espírito Santo - UFES Secretaria de Estado da Educação - SEDU.

Cientista Social, Mestranda Profissional em Educação pela Universidade Federal do Espírito Santo- UFES e professsora de Sociologia na rede estadual do Espírito Santo.

Larissa Franco de Mello Aquino Pinheiro, Universidade Federal do Espírito Santo- UFES

Mestra em Ciências Sociais (Ufes). Mestra em Ensino de Humanidades (Ifes) Atualmente faz doutorado em Educação (Ufes). Participa do grupo de pesquisa Infância, Educação, Sociedade e Cultura (IESC).

Hiran Pinel, Universidade Federal do Espírito Santo - UFES - Programa de Pós-graduação em Educação - PPGE.

Psicológo, professor doutor titular da Universidade Federal do Espírito Santo - UFES e Coordenador do Grupo de Pesquisa em Fenomenologia, Educação Especial e Inclusão - GRUFEI.

Downloads

Publicado

2020-12-30