Memoriais na Educação de Jovens e Adultos: vidas, histórias, escritas reflexivas e autobiográficas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/2595-4377.104479

Resumo

Este trabalho apresenta e reflete sobre uma experiência didático-pedagógica de escrita de Memoriais Formativos com sujeitos da educação de jovens e adultos (EJA) em uma escola pública de Porto Alegre. Buscamos, neste ensaio reflexivo, contextualizar esta experiência significativa empreendida com os estudantes da EJA do ensino fundamental, bem como visibilizar o dispositivo da escrita de memoriais como uma estratégia educativa potente nas trajetórias de vida. Em outras palavras, cabe aqui problematizar, enquanto disposição investigativa, de que modo os movimentos reflexivos são manifestos no processo de escrita autobiográfica. Ao relatar o trabalho desenvolvido em aulas do componente curricular Projeto de Investigação (PI), apresentamos os marcadores explicitados e evidenciados no processo de escrita deste público. Os encontros permitiram a preparação, o acompanhamento da construção e a própria produção do memorial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Arenhaldt, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professor Adjunto do Departamento de Estudos Especializados da Faculdade de Educação da UFRGS. Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Ensino na Saúde da Faculdade de Medicina da UFRGS. Líder do Núcleo de Estudos Educação e Gestão do Cuidado (UFRGS/CNPq). Coordenador Acadêmico do Projeto Docência Colaborativa na UFRGS.

Juçara Benvenuti, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professora Titular do Departamento de Comunicação do Colégio de Aplicação da UFRGS, Pós-doutora em Educação e pesquisadora da Educação de Jovens e Adultos.

Downloads

Publicado

2020-12-30