A DINÂMICA DO EMPREGO E DA DESIGUALDADE NA RENDA DO TRABALHO NOS DIFERENTES SETORES DA INDÚSTRIA GAÚCHA ENTRE 1996 E 2005

Izete Pengo Bagolin, Valter José Stulp, Leonardo Amaral Scavoni

Resumo


O objetivo deste artigo é entender as mudanças ocorridas na desigualdade dos rendimentos salariais dos trabalhadores dos diferentes setores da indústria gaúcha entre 1996 e 2005. Para isso, em relação a cada setor, é calculado o índice de Gini da distribuição dos rendimentos do salário. Posteriormente, a partir de regressões, busca-se identificar os fatores que explicam as desigualdades ocorridas. Os resultados dessa investigação mostram que entre 1996 e 2005 ocorreu redução na desigualdade dos rendimentos do trabalho no Rio Grande do Sul. Esta redução na desigualdade ocorreu ao longo de um período marcado por alterações e oscilações importantes na indústria e com um aumento do número de trabalhadores ocupados inferior ao crescimento da produção. Ou seja, ocorreu aumento na produtividade do trabalho e, ao mesmo tempo, ocorreu uma elevação do nível de escolaridade dos trabalhadores ocupados. No entanto, o que mais chama atenção é que a redução na desigualdade é consequência de um achatamento salarial e do aumento do número de trabalhadores ocupados em empregos de menor remuneração. Em outras palavras, os trabalhadores da indústria gaúcha acumularam capital humano, produzem mais e ganham menos.

Palavras-chave


Desigualdade da renda dos salários. Setores industriais. Educação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.9706



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456