PRICE CAPS AND ELECTORAL CYCLES

Cesar Costa Mattos

Resumo


Este artigo apresenta um modelo sobre o comportamento de políticos em revisões tarifárias no contexto de uma regulação de price cap com diferentes hipóteses sobre o calendário eleitoral. Avaliamos tanto o caso de eleitores cujas expectativas são construídas olhando para trás como para frente. O modelo mostra haver uma tendência natural de os políticos serem relativamente mais populistas quando os eleitores “olham para trás” e as revisões dos price caps ocorrem pouco antes das eleições. O contrário se verifica quando as revisões ocorrem logo após as eleições, com os políticos se tornando viesados em favor dos empresários. Estas tendências podem fazer com que a regra ótima de revisão tarifária do ponto de vista do político mais próxima ou mais distante daquela que seria escolhida por um regulador benevolente. Para políticos com preferências populistas, seria melhor ter revisões ocorrendo logo após as eleições, enquanto que para políticos mais pró-empresários, se torna preferível ter revisões ocorrendo um pouco antes das eleições. De outro lado, quando os eleitores “olham para a frente”, todos os políticos tendem a ser mais pró-empresários. A independência do regulador se torna mais importante quando os eleitores “olham para a frente” e em combinações específicas das preferências dos políticos e do momento da revisão relativamente à eleição.

Palavras-chave


price caps, ciclos eleitorais, populismo, captura

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.9702



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456