CRESCIMENTO ECONÔMICO E RESTRIÇÕES EXTERNAS NA AMÉRICA LATINA E CARIBE: UMA ANÁLISE BASEADA EM DADOS EM PAINEL

Ricardo Agostini Martini

Resumo


O presente estudo tem o objetivo de verificar empiricamente a relação entre o comércio internacional e o crescimento econômico da América Latina e do Caribe no período recente, sob a ótica do modelo de Thirlwall. Ao contrário da literatura tradicional sobre o assunto, que realiza estimações pelo método de mínimos quadrados empilhados, aqui procura-se testar técnicas para dados em painel, como forma de se controlar a heterogeneidade das economias de cada país da região. Os resultados empíricos, além de ressaltar o melhor ajuste dos modelos de painel aos dados, mostram que, embora a elasticidade-renda das importações tenha se comportado estavelmente nas últimas décadas, houve uma tendência autônoma de elevação da demanda por importações na região. E ainda, a taxa de crescimento da América Latina e Caribe compatível com equilíbrio na balança comercial apenas beira os 3% anuais, taxa que se considera excessivamente baixa para que os seus países possam superar suas condições de subdesenvolvimento.

Palavras-chave


Lei de Thirlwall; Macroeconomia aberta; Modelos de dados em painel; América Latina.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.9413



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456