EQUILÍBRIO, CONHECIMENTO E A NÃO NEUTRALIDADE DA MOEDA EM HAYEK

André Roncaglia de Carvalho

Resumo


O presente artigo busca ilustrar uma passagem notória da história do
pensamento econômico, a saber, os fundamentos monetários da crítica de Hayek ao
conceito de equilíbrio. Analisam-se as possíveis repercussões, em nível teórico, que tal
crítica impôs à percepção do autor austríaco no que se refere ao papel da moeda na
economia. Isso somente se torna possível pela associação entre moeda e conhecimento,
empreendida por Hayek já em sua teoria dos ciclos econômicos. A articulação desses
conceitos – desenvolvidos independentemente ao longo da trajetória acadêmica do
austríaco – permite visualizar, a partir de uma perspectiva diferenciada, a questão da
neutralidade da moeda.

Palavras-chave


Hayek; Equilíbrio; Moeda; Conhecimento; Neutralidade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.78770

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456