GASTOS PÚBLICOS EM INFRAESTRUTURA E EM CAPITAL HUMANO COMO FORMA DE PROMOÇÃO DO CRESCIMENTO PRÓ-POBRE NOS ESTADOS BRASILEIROS

Aline Cristina Cruz, Daniela Almeida Raposo Torres, Erly Cardoso Teixeira

Resumo


Este estudo avalia a efetividade dos gastos públicos em capital humano e em infraestrutura física como forma de promover o crescimento econômico pró-pobre nos estados brasileiros no período 1995-2008. Para tanto, realizou-se a estimação de um sistema de equações com variáveis instrumentais a partir do Método dos Momentos Generalizados (GMM). Os resultados comprovam a eficácia dos dispêndios governamentais em educação, saúde e em transporte rodoviário, no que concerne aos avanços obtidos nos estoques desses tipos de capital humano e físico. Atesta-se ainda a importância desse modelo de política pública para aumentar o nível de emprego na economia. Face ao exposto, comprovada a capacidade da elevação do rendimento per capita de reduzir o contingente populacional em condições de pobreza em cada estado, confirma-se a eficácia dos gastos públicos, aqui analisados como instrumentos de promoção de crescimento pró-pobre nos estados do Brasil.

Palavras-chave


Gastos públicos; Crescimento pró-pobre; Estados brasileiros

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.55856



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456