AVALIAÇÃO CRÍTICA DO REGIME DE METAS DE INFLAÇÃO A PARTIR DE UMA ÓTICA PÓS-KEYNESIANA

Assilio Luiz Zanella Araujo

Resumo


O presente artigo tem como objetivo avaliar a possível (ou não) compatibilidade entre o regime de metas de inflação (RMI) e os fundamentos da teoria pós-keynesiana. A apreciação se faz necessária uma vez que recentemente alguns trabalhos identificados com a linha pós-keynesiana passaram a inserir o RMI em suas análises, suscitando, assim, certa polêmica entre os pós-keynesianos. Para tanto, serão apresentadas as características fundamentais do RMI e da teoria pós-keynesiana, visando apontar os principais argumentos envolvidos na controvérsia. A principal conclusão é que, apesar de alguns autores alegarem que existe compatibilidade entre o RMI e a teoria pós-keynesiana, a referida teoria é inconciliável com os pilares teóricos que sustentam o RMI.


Palavras-chave


Regime de metas de inflação; Teoria pós-keynesiana; (In)compatibilidade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.26176



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456