EXPORTAÇÕES EM ECONOMIAS EMERGENTES SELECIONADAS (BRASIL, RÚSSIA, ÍNDIA, CHINA E ÁFRICA DO SUL): MODELOS VAR E VEC

Vinícius Spirandelli Carvalho, Flávio Vilela Vieira

Resumo


O trabalho tem por objetivo desenvolver uma investigação empírica sobre os principais determinantes do desempenho das exportações para os países dos Brics. A importância deste estudo empírico é de comparar entre as economias emergentes selecionadas se há distinção entre os determinantes das exportações, além de subsidiar o entendimento das distintas dinâmicas das exportações em cada uma dessas economias. A análise VAR revela que: a renda externa é relevante para todas as economias, com exceção da China; a taxa de câmbio não tem relevância para a China e a Índia; a taxa de investimento tem papel importante, com exceção da África do Sul; e o esforço tecnológico não foi relevante para o Brasil e a Rússia. A estimação dos modelos VEC sugere que: a taxa de câmbio é relevante para todas as economias, com exceção da Índia; a renda externa só não se mostrou significativa para a Índia e a Rússia; o esforço tecnológico não é relevante apenas no caso da economia brasileira; os fluxos de capitais não são significativos para a África do Sul e a Rússia; a taxa de investimento não se revelou estatisticamente significativa para o Brasil e a China; e os termos de troca são relevantes apenas para o Brasil e a China.


Palavras-chave


Exportações em economia emergentes; Modelos VAR e VEC; Análise de decomposição da variância; Cointegração

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.20983



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456