CRESCIMENTO DISTRIBUTIVO NO BRASIL: SIMULANDO IMPACTOS DE POLÍTICAS FISCAIS COM UM MODELO MULTISSETORIAL

Adelar Fochezatto, Izete Pengo Bagolin

Resumo


Este trabalho analisa os efeitos de algumas políticas fiscais sobre o crescimento econômico e a distribuição da renda nacional utilizando um modelo multissetorial. Os resultados das mostram que existem políticas que levam, simultaneamente, a um maior crescimento e a uma melhoria na distribuição da renda. Entre as simulações feitas, as que provocaram um crescimento distributivo foram: a) redução da carga do imposto de renda sobre as famílias mais pobres compensada por um aumento da carga deste imposto sobre as famílias mais ricas; b) redirecionamento das transferências do governo com um aumento do montante para as famílias mais pobres e uma diminuição para as famílias mais ricas; e c) um aumento do gasto público financiado por um aumento da carga de impostos diretos. Os resultados mostram também que as políticas tributárias têm efeitos tímidos sobre a distribuição da renda quando comparadas com as transferências do governo.

Palavras-chave


Políticas fiscais; Crescimento econômico; Distribuição de renda; Modelo multissetorial

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.19745



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456