CURVA DE KUZNETS AMBIENTAL PARA O ESTADO DE MATO GROSSO

Rudolph Fabiano Alves Pedroza Teixeira, Mario Augusto Bertella, Luciana Togeiro de Almeida

Resumo


As questões relativas ao desmatamento vêm ganhando destaque no debate ambiental mundial. Nesse cenário, o estado de Mato Grosso destaca-se de maneira negativa representando 36% do desmatamento acumulado na Amazônia brasileira. Com o objetivo de investigar a relação entre o desmatamento e o crescimento da renda, este trabalho estima uma Curva de Kuznets Ambiental (CKA) para 139 municípios de Mato Grosso. Usando dados para o ano de 2006, é estimada uma CKA para o desmatamento per capita contra a renda per capita, seu termo ao quadrado, a razão de bovinos pela área destinada à pecuária, a densidade demográfica, a extração de madeira per capita e os efeitos espaciais. Os resultados sugerem que existe uma CKA na forma de “U” invertido. No entanto, ao se incorporar um termo cúbico para a renda, o crescimento econômico deixaria de expressar qualquer relação com o desmatamento dos municípios mato-grossenses.


Palavras-chave


Curva de kuznets ambiental; Desmatamento; Econometria espacial

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.17405



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456