A DINÂMICA DA INTEGRAÇÃO PRODUTIVA ASIÁTICA E OS DESAFIOS À INTEGRAÇÃO PRODUTIVA NO MERCOSUL

Carlos Aguiar de Medeiros

Resumo


Objetiva-se neste artigo investigar a integração produtiva asiática e extrair algumas lições para o Mercosul nas últimas décadas. Demonstra-se que a conjugação de fatores estruturais, macroeconômicos e microeconômicos promoveu, no primeiro caso, uma integração produtiva “virtuosa” com elevado grau de crescimento econômico regionalmente articulado, ainda que com assimetrias na apropriação do valor e do progresso técnico. O maior contraste do Mercosul em relação à experiência asiática é a composição da pauta exportadora, vulnerabilidade externa de cada país do bloco e à inexistência de um importador líquido capaz de viabilizar a expansão de uma corrente de comércio compatível com a aceleração do crescimento econômico regional.


Palavras-chave


Integração produtiva; Regionalismo; Desenvolvimento econômico

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.13381



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456