ESFORÇOS DE APRENDIZAGEM NA INDÚSTRIA BRASILEIRA: UMA ANÁLISE EXPLORATÓRIA DE DADOS SETORIAIS DA PINTEC

Pablo Felipe Bittencourt, Renato Ramos Campos, Jorge Nogueira de Paiva Britto

Resumo


O artigo identifica e analisa esforços de aprendizagem na indústria brasileira, no início da década atual, sob a perspectiva evolucionária/neoschumpeteriana. Para isso, são aplicadas duas técnicas de análise estatística multivariada, sobre um conjunto de indicadores construídos a partir da Pesquisa de Inovação Tecnológica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (PINTEC II), referentes ao dispêndio inovador das firmas, à relevância dada pelas firmas às fontes de informação e às formas de cooperação utilizadas em seus processos de aprendizagem. Os resultados revelaram quatro grupos de setores distintos segundo a intensidade da aprendizagem via: (i) interação e cooperação, (ii) dos dispêndios em atividades de inovação e (iii) dos dispêndios em P&D ocasional.

Palavras-chave


Indústria brasileira; Esforços Setoriais de Aprendizagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.10926



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456