BOLHAS E CRISES FINANCEIRAS: O CRESCIMENTO FRAGILIZADO DA ECONOMIA NORTE-AMERICANA A PARTIR DA DÉCADA DE 90

Tiago Ferreira

Resumo


O presente trabalho procura estudar certos aspectos relacionados às flutuações da economia norte-americana nas últimas duas décadas, caracterizadas por duas fases de crescimento contínuo seguidos de crises financeiras. Nessas fases, as principais forças expansionistas foram desequilíbrios financeiros que fomentaram a criação de bolhas de ativos. Busca-se também nesse trabalho apontar bases teóricas, derivadas das proposições do economista Hyman Minsky, para a interpretação desse processo e examinar a dinâmica desses desequilíbrios, em especial seus determinantes.

Palavras-chave


Economia Norte-Americana. Crises financeiras. Bolhas especulativas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.10918



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456